Por que Britney está escolhendo fazer shows em teatro?

  • 1 de fevereiro de 2018

Agora já não é novidade para ninguém que Britney esgotou praticamente toda a turnê exclusiva que anunciou nessa semana. As datas da Europa quase esgotadas e com preços de revenda altíssimos. Restam apenas poucos ingressos avulsos para ter a turnê completamente vendida.

Nos Estados Unidos não é diferente: a turnê também está completamente esgotada. Porém nem todos estão felizes, e essas pessoas são os próprios fãs da cantora.

Acontece que, por algum motivo que ainda desconhecemos, somente nos Estados Unidos a turnê será apresentada em teatros ou em cassinos. Essas casas de shows normalmente têm capacidade reduzida, de 3.000 a 7.000 pessoas por show, o que deixou muitos fãs sem ingresso.

Além de ter excluído várias cidades do roteiro (como Chicago, por exemplo, que AMA Britney e foi à loucura quando ela participou do show da Jingle Bash Show, em 2016), muitos fãs que não tinham condições financeiras de ir a Vegas tiveram a ilusão de que finalmente poderiam ver sua Diva depois de 7 anos (Femme Fatale Tour), já que ela estava numa cidade próxima. Mas, com ingressos custando mais de $250 dólares, e com revendas chegando a $800, ficou bastante difícil para que esses fãs tivessem seus desejos atendidos.

Pensando nisso, estão rolando por aí algumas possibilidades que justificariam essa escolha ‘exótica’ APENAS nos Estados Unidos:

– Eles quiseram manter a ideia do show, que foi concebido para ser apresentado em casas desse porte.

– Ficaram com medo de que ela não conseguisse lotar arenas e acabar influenciando em possíveis negociações. A “Femme Fatale Tour” sofreu para vender ingressos nos Estados Unidos, mesmo com todos os hits radiofônicos daquela época. Mesmo assim, a Britney não estava em sua melhor forma performática naquele ano, o que pode ter influenciado nesse quesito. No mais, essa parece ser a mais improvável, pois só com os shows extras adicionados, já lotaria ao menos uma arena.

– E por último, e também a que acham mais provável: a proposta é justamente criar demanda para uma futura nova residência em Vegas. Por isso que os locais são selecionados, sendo 3 desses locais administrados pela MGM Entertainment, do rumor que postamos semana passada.

A questão é que, como admiradores, ficamos felizes que exista alta demanda para vê-la. No entanto, o cálculo é simples: lugares menores = ingressos mais caros, e nem sempre os fãs estão nas melhores condições financeiras para arcar com ingressos exorbitantes. Mesmo que a maior parte deles seja maior de 25 anos, existem contas a pagar! Em shows realizados em arenas, existe um maior leque de preços e abrangência dentro do público, o que foi completamente ignorado dessa vez.

Poderíamos sugerir um registro oficial em DVD ou Blu-ray, mas nem isso a equipe foi capaz de organizar. Ficaremos apenas aguardando cenas dos próximos capítulos…

Comentários do Facebook
Licença Creative Commons
Este texto autoral está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em www.britneyonline.com.br.