Pitchfork aclama o “Glory”, apesar do fracasso comercial

121af0a0-6d9c-11e6-b5e2-a3df2f469daf_britney

A revista digital Pitchfork, uma das mais famosas e respeitadas publicações digitais sobre música, fez uma matéria recentemente sobre o estigma do “flop” dentro da música pop. Ao comentar que nem sempre o fracasso comercial está ligado a qualidade do produto em si, entre outras artistas como Lady Gaga, Ciara e Carly Rae Japsen, acabaram citando Britney como exemplo.

 

“Apesar da crueldade que ser taxado de ‘fracasso’ possa parecer, também pode trazer benefícios além de servir de como “Batsinal” para os fãs mais fervorosos. Um declínio comercial pode resultar num artista desviando do que fez dele um sucesso inicialmente, mas também pode inspirar um período de experimento. Alguns artistas tentam retornar a sua fórmula inicial, mas com artistas mais antigos, isso pode liberar um leque de perspectivas. Depois do lançamento apressado do álbum “Britney Jean” em 2013, visto como todos como um fracasso comercial e de crítica, Britney Spears levou o tempo necessário e trabalhou com novos colaboradores, resultando num dos seus trabalhos mais coesos e prospectivos de sua carreira, o “Glory” (2016). Ele também falhou em replicar o sucesso nos charts de vários dos seus trabalhos anteriores, mas Spears e seus fãs não pareceram preocupados. Ela se grabou sobre o álbum em entrevistas e pareceu bem mais conectada com o material e em performances do que parecia em anos. Enquanto vários fãs de Britney fazem de conta que o Britney Jean não existe, eles não vão se calar sobre o Glory.”

 

Basicamente, a matéria fala que para o sucesso comercial de um trabalho, outros fatores são determinantes, não somente a qualidade do álbum em si. Britney foi usada como exemplo, pois o Britney Jean foi uma decepção em vendas e críticas devido a sua qualidade questionável; porém, o Glory também sofreu o mesmo impacto com uma situação oposta (aclamação da crítica e do público).

Quem tiver interesse em ler a matéria em inglês, pode ler aqui.

Ouça o (maravilhoso) Glory no Spotify:

Comentários do Facebook
Licença Creative Commons
Este texto autoral, está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em www.britneyonline.com.br.