glory 2020

Mood Ring #1: Billboard diz que lançamento é um divisor de águas na indústria, entrevista Britney e compositores

  • 30 de maio de 2020

Para o choque todos, a música “Mood Ring”, que foi liberada nas plataformas de streaming e lojas digitais hoje, dia 29, atingiu o #1 na loja digital iTunes dos Estados Unidos. Além disso, a música encontra-se atualmente em #3 no iTunes do Reino Unido, feito inédito até para o lead single do Glory, “Make Me…”, que chegou a posição #6 no mercado. Além desses dois mercados, a música também ficou em #1 em mais 18 países, incluindo Brasil e França.

É certo que as vendas digitais não tem um peso tão significativo como tinham há alguns anos, mas o fato causa estranheza já que aconteceu no mesmo dia em que houve o lançamento do aguardado álbum “Chromatica” de Lady Gaga. Enquanto as principais paradas estão dominadas por músicas do álbum, que é um dos mais esperados do ano, uma música de Britney, lançada originalmente há 4 anos, chama a atenção por estar disputando as primeiras posições.

EZMkWpLXYAAY0zl?format=jpg&name=900x900
Top geral do iTunes EUA em 29 de maio

A Billboard perguntou a Britney sobre a repercussão. “Isso é incrível! ‘Mood Ring’ é uma das minhas músicas favoritas no Glory, tem uma vibe muito boa e é sexy. Eu sou muito grata aos fãs por pressionarem por esse lançamento, e também por fazerem chegar ao número 1 do iTunes. Eu tenho os melhores fãs do mundo! Amo todos vocês!”

Já os compositores Melanie Fontana e Jon Asher tem uma opinião mais emotiva para o feito, apesar de já terem trabalhado com diversos artistas A-List, de BTS a The Chainsmokers.

Melanie declarou: “Britney é a razão de eu ter virado compositora. Existe uma máquina por trás de cada artista e eu sempre quis fazer parte da dela, desde que era criança. Britney Spears era definitivamente minha ‘baleia branca’, basicamente algo que eu procuro há muito tempo. Quando vi que ela estava lançando ‘Mood Ring’ de verdade – como se fosse um single repaginado – pensei ‘Uau, você conseguiu, garota.”

Melanie e Britney

Jon Asher acrescenta: “Em comparação a tudo que já diz, ‘Mood Ring’ parece coisa do destino. Eu sabia que quando me mudasse para Los Angeles eu trabalharia até chegar a uma música com Britney. Eu não sabia como aconteceria, mas sabia que conseguiria.”

Jon Asher
Jon Asher para a Billboard.com

A Billboard então decidiu questionar os compositores, atrás de mais detalhes sobre esse lançamento bastante incomum:

Em primeiro lugar, como vocês estão se sentindo agora que “Mood Ring” atingiu o número 1 no iTunes dos Estados Unidos?

Melanie Fontana: Quando fiquei sabendo do primeiro lugar, fui instantaneamente catapultada para o passado na minha mente, chegando ao meio do quarto de infância, assistindo a uma versão infantil minha sentada num carpete, cercada de encartes, meu antigo fone de ouvidos da Sony, pesquisando todos os nomes por trás dos artistas que eu amo. Eu gostaria de poder sussurrar para mim mesma ‘Não se preocupe, porque se você continuar trabalhar, vai chegar lá também!’. Mas eu não teria acreditado, assim como agora em que eu mal consigo acreditar que eu estou dividindo uma música número 1 com Britney Spears. Dizer que eu estou agradecida não faz justiça, mas realmente é a emoção mais próxima de mim agora.

Jon Asher: Atingir número 1 no iTunes parece surreal. Eu estava arrepiado e com lágrimas nos olhos quando descobri! O sucesso de ‘Mood Ring’ foi realmente um esforço de base em nome da Britney Army e fãs ao redor do mundo. Eles deram a essa música uma sobrevida e levaram aonde está agora. Sendo um fã de Britney como sou, estou honrado em fazer parte da campanha #JusticeForMoodRing e #JusticeForGlory e serei eternamente grato a Britney, sua equipe e aos fãs por acreditarem na música.

Fontana: Minha primeira reação foi choque. Depois, minha segunda reação foi extrema gratidão. Eu estou bem consciente que quando uma música é lançada como música bônus internacional, 99% das vezes é onde a música irá viver para sempre. Eu pensei que talvez algum dia ‘Mood Ring’ talvez fosse sampleada. E como seria ótimo. Eu conseguia ver Travis Scott sampleando ‘Mood Ring’. Eu nunca esperaria algo assim. É realmente um verdadeiro milagre do pop. Nunca ouvi falar (em situação parecida).

Britney Spears is releasing her song Mood Ring for the first time ...
Imagem de divulgação da faixa nos stories de Britney

Nos serviços de streaming, a música foi intitulada como “Mood Ring (A pedidos)”. Obviamente o seu lançamento é uma resposta aos pedidos da Britney Army durante todos esses anos para que a música fosse mais acessível. Como compositores, como vocês se sentem com esse amor dos fãs?
Fontana: Eu suporto totalmente o rótulo ‘a pedidos’, porque é um reconhecimento de que vozes e opiniões foram ouvidas e levadas em consideração ao tomarem a decisão de lançar a música. É uma justificativa. Saber que está sendo lançada ao redor do mundo por pedido popular? É maravilhoso para nós.

Como você descreveria o diálogo entre vocês e a Britney Army com o passar dos anos, em relação a essa música?
Asher: Eles nos fizeram ficar bem cientes de que amam ‘Mood Ring’. Eu me importo muito com a exército de fãs da Britney. Eles são definitivamente uma das bases de fãs mais dedicada que existe. Eu sinto que eles me ajudaram a concretizar esse momento. Eu tenho enviado músicas para Britney por quase 10 anos e eu sempre os senti ao meu lado, me dando apoio.

Fontana: De vez em quando eu ia ao Twitter e procurava pelo termo ‘Mood Ring’. E quando chegava ao terceiro ou quarto tweet, era sempre sobre a NOSSA ‘Mood Ring’, que havia sido gravada há cinco anos. Eu não fazia ideia de que teria uma segunda vida. Mas o fato de que tantas pessoas tinham tantas opiniões positivas sobre a música dizia algo a mim – talvez isso seja mais especial do que eu inicialmente acreditava. Eu realmente honro os fãs que se dedicaram a isso. Eles fizeram isso acontecer. ‘Mood Ring’ era uma dessas músicas bonus que nunca perde o buzz.

O que você acha que a música tem que a faz ressoar tão bem entre os fãs?
Asher: Nós queríamos escrever algo que resumisse toda a essência de Britney. Toda a sua vida foi cheia de altos e baixos, marcadas por diferentes eras. As pessoas viveram através dela, seja pela Britney de …Baby One More Time, seja Britney Blackout. É sempre de um extremo a outro com Britney. Mas não importa que o aconteça, as pessoas realmente se preocupam com ela. Nós somos apegados a todas as eras de Britney e queríamos demonstrar o círculo de cores que ela é.


Fontana: ‘Mood Ring’ foi escrita por dois fãs de longa data de Britney, e somente ela estava em nossa mente. Não existia mais ninguém que poderia gravar essa música. Ela foi feita especificamente para Britney. Nós entramos numa “mente Britney” e conseguimos encarna-la quando estávamos escrevendo a música – na composição, claro, mas também na forma que imaginamos ela apresentando a música no palco ou dançando num clipe. Eu até cantei a demo imaginando como ela cantaria. Nós constantemente nos perguntamos “O quê a Britney de ‘Im A Slave 4 U’ faria em 2016?” É onde nossa cabeça estava. E isso aparece na faixa, que – um fato interessante! – foi escrita originalmente como uma oferta aos The Chainsmokers, mas em parceria com Britney.

Estúdio durante a gravação da faixa

Como ela se transformou em uma música solo para Britney?
Fontana: O The Chainsmokers, de forma muito educada e amável, a recusou, dizendo que era muito feminina. Mas eles pediram “Vocês acham que é possível escrever algo para a gente como ‘Mood Ring’, mas de uma forma mais masculina?”. E nós dissemos, “claro”. E foi aí que escrevemos “Setting Fires” para eles. E depois “Waterbed”, música dos The Chainsmokers, usou a batida original que usamos em ‘Mood Ring’. Era junho de 2015 quando descobri que Britney estava gravando ‘Mood Ring’ por conta própria. Eu estava na Finlândia na época e eu literalmente sentei e gritei dentro do meu suéter, estava muito animada. Meus joelhos perderam a força e eu basicamente perdi a sensibilidade das pernas. Eu considerei comprar um vôo de volta para Los Angeles o mais rápido possível para estar presente. Mas seria impossível! Britney aparentemente finalizou a gravação em apenas uma hora, o que é incrível. Para mim, isso significa que ela sabia a música de cabo a rabo e realmente se animou.

Britney Spears lança 'Mood ring', faixa bônus de álbum de 2016 ...
Britney no Instagram em Maio de 2020

Jon, você produziu os vocais de Britney em ‘Mood Ring’. Como você abordou essa parte na elaboração da música?
Asher: Eu não estava lá quando Britney gravou a música, mas eu cheguei a produzir seus vocais, o que foi uma experiência incrível. Os vocais crus eram tão perfeitos. Eu estava derretendo ao ouvir sua voz sem efeitos. Ao produzir seus vocais, eu mirei na voz natural, a Britney nostálgica sonoricamente, mas com uma pegada moderna. Eu estava fazendo referência a “Oops!… I Did It Again” com o filtro que parece de telefone que eu coloquei nos ablibs, alguns dos runs e o refrão.

A música foi escrita em Fevereiro de 2015, gravada em Junho de 2015 e então finalmente lançada no Japão, em Agosto de 2016. Como você desceveria a evolução de ‘Mood Ring’?
Asher: Atravessou alguns estágios, cada um completamente diferente do próximo. Finalmente, Mustard pegou a música de volta para a mesa de produção e, junto com Twice As Nice, reestruturaram completamente o som para ser mais ousado, sexy e eletrônico. Nós ficamos emocionados com o que ela se tornou.
Fontana: As letras e a melodia permaneceram as mesmas durante o processo, mas a música mudava constantemente para se encaixar no estilo Britney. Eu fiquei mais do que feliz com a versão final – com exceção de um vocal dela (adlibe) que tinha na demo original que não conseguiu chegar a versão final. Eu costumava ouvir bastante música Indiana e sempre fui grande fã de Bollywood, então tinha um canto meio indiano que foi o que fez a música começar. Fiquei um pouco triste que ela não usou. Mas por outro lado, Mustard e Twice as Nice fizeram algo realmente sofisticado e adequado ao estilo de Mustard na época, e também muito verdadeiro para Britney. De todas as músicas feitas para o Glory, essa foi a que mais parecia Classic Britney para mim. Porém, não me entenda mal: eu amo o projeto inteiro.

Falando em Glory, o álbum recentemente atingiu o #1 no iTunes Pop Albums depois de os fãs lançarem a campanha #JusticeForGlory nas mídias sociais, que resultou em Britney lançando uma nova capa. Vocês acham que o Glory merecia mais?
Fontana: Glory é um álbum que realmente não recebeu o amor que merecia. E agora está recebendo um reconhecimento tardio. Eu atribuo isso aos fãs no Twitter, dizendo “Ei, eu sei que essa música saiu há 4 anos, mas você poderia sentar e ouvir esse trabalho? Porque é maravilhoso. Aliás, você sabia que tem uma música na versão Japonesa que nao foi lançada mundialmente?” Parece que os pedidos por Glory e Mood Ring fizeram ping-pong em cada pessoa e eventualmente chegou a Britney.

Versão 2020 do Glory

Muitos millenials tem uma conexão emocional com Britney. Qual foi sua relação com a música de Britney antes de escrever ‘Mood Ring’? Sempre foi seu sonho escrever para ela?
Fontana: Ela é o motivo de eu ter me tornado compositora. É um desses momentos em que você tem que fazer uma análise da sua carreira e pensar ‘ok, esse definitivamente é um grande ponto numa lista maravilhosa de coisas em que eu trabalhei muito, muito, muito para conseguir. Ela é a madrinha da música pop. O legado de Britney evoluiu para um ponto onde ela não está mais abaixo de Madonna. As duas estão lado a lado agora.
Asher: Eu foi apresentado a música de Britney quando eu tinha 12 anos, talvez até menos, e eu diria que minha carreira nasceu do meu amor por Britney Spears. Eu até penso que foi um plano divino de Deus para mim. De amizades que mudaram a vida, até estar nos lugares certos escrevendo com as pessoas certas para entregar a música para a pessoa certa, tudo estava certo. Em comparação a tudo que eu já fiz, ‘Mood Ring’ parece cumprimento do destino. Eu sabia que quando me mudei para Los Angeles, eu trabalharia até conseguir uma música com Britney. Eu não sabia como iria acontecer, mas sabia que iria.

O que vocês pensaram quando ‘Mood Ring’ foi escolhida como bônus japonesa, e não foi incluída na versão standard ou deluxe do álbum?
Fontana: Graças a Godney ela seria lançada de alguma forma! A única pontinha de tristeza que senti foi quando eu pensei tipo ‘Minha mãe e meus amigos nos Estados Unidos não poderão aproveitar a música, a não ser que eles comprem o CD do Japão”. Mas além disso, foi um sonho que se tornou realidade. E agora que está disponível para stream em todo o mundo, é só a cereja no topo do meu Bolo Britney.
Asher: Melania e eu estávamos em êxtase apenas por estarmos fazendo uma música com Britney em primeiro lugar. Crescendo como um fã de Britney, esse sonho parecia inalcançável. E então acontecer? É tão surreal.

Quais foram suas expectativas inicias para “Mood Ring”?
Asher: A direção criativa para o Glory mudou várias vezes. “Mood Ring” foi uma das primeiras músicas gravadas para o álbum. Eu tive toda essa visão de que seria o single com o Mustard. Em 2015, ela até foi ao VMAs com o cabelo multicolorido e eu pensei, “É isso. É sua maneira sutil de dizer que ela lançará ‘Mood Ring'”. E então, logo depois, um monte de gente talentosa começou a escrever para o projeto e eu pensei ‘as músicas que são gravadas primeiro vão descendo na lista na medida em que novas são gravadas’. Como também sou artista, eu entendo. Mas quando eu descobri que seria lançada como bônus no Japão, pensei “Sério?”. Mesmo assim, fiquei tão empolgado. E eu sempre senti que algo a mais aconteceria com a música.

Então sempre tiveram esperanças de que ‘Mood Ring’ chegaria a mais ouvidos um dia?
Fontana: Mesmo depois de um ano de lançamento, Jon e eu ficávamos pensando “E se um dia ela decidir lançar?”. Nós dizíamos esse tipo de coisa por aí, mas também pensávamos ‘não leve em tanta consideração’ porque você não pode se apegar a coisas na indústria da música. Caso contrário, vai quebrar a cara. Mas nós pensávamos sim sobre o assunto com o passar dos anos, então talvez alguém tenha ouvido.
Asher: É como se fosse um estilingue. A música foi guardada por tanto tempo e agora está sendo lançada para o mundo com força total. Está ganhando essa atenção tremenda, um “momento”. Então estou animado para ver o que acontece e até onde ela consegue ir.

Vocês tem uma frase favorita na música?

Fontana:I’m in the palm of your hand, my temperature is at your command by my demand / And now I’m falling for you, I turn to golden from blue and you do, too.” A música, para mim, é parcialemente sobre aceitar seu amado e todos os seus estados mentais. E, no final do dia, estamos fazendo um ao outro felizes ao sermos autênticos.
Asher: “My love is a mood ring, you change me.” Quando estávamos escrevendo isso, eu pensei estar me comunicando com os fãs. O amor deles por Britney a mudou, elas a ajudaram a crescer.

O que vocês acham que esse lançamento inédito de ‘Mood Ring’ significa para a indústria da música? Vocês acham que as gravadoras e seus superiores estão prestando atenção no que os fãs querem?

Fontana: O lançamento de ‘Mood Ring’ com Britney é meio que um momento pioneiro, em minha opinião. Essa é a comprovação viva de que a opinião das pessoas importa. Às vezes segurar uma música é legal e excitante, mas às vezes você apenas dá as pessoas o que elas querem. Britney parece tão livre esses dias. Ela está feliz, tem seu namorado gostoso, é criativa, está dançando, fazendo ioga. Para mim, isso é Britney dizendo, “Desculpe mundo, vocês fizeram do jeito de vocês até agora. Mas agora quero fazer do meu jeito e vou ressuscitar essa música de 4 anos. Porque? Porque vocês pediram por isso.” Britney não apenas ama seus fãs, mas também provou no decorrer de sua carreira que ama causar um tumulto.
Asher: É um sinal dos tempos. E com Britney, em particular, é o momento decisivo para mostrar que os fãs dela ainda estão aqui, e a gravadora estão ouvindo. Acredito que muitos fãs de Britney sentiam que não eram ouvidos por muito tempo, então agora a voz deles foi ouvida e é absolutamente mágico. Nós estamos começando a ver uma mudança na indústria da música, onde nós precisamos seguir o que os fãs estão dizendo e atendê-los, ao invés de forçar algo que eles não estão afim.

Image
Meme de Mood Ring

Quais são suas expectativas para os ouvintes que estão ouvindo “Mood Ring” pela primeira vez em 2020?

Asher: Todos que vivem no mundo e que consomem cultura pop sabem que é Britney Spears. Então, Britney é uma dessas artistas que tem conexões emocionais com milhões de pessoas. Eu espero que as pessoas que estão ouvindo pela primeira vez realmente deem uma chance e deem espaço para que Britney possa respirar e crescer como artista.

O que outros compositores podem aprender com esse lançamento?

Fontana: Que literalmente nada é impossível. E nunca perca as esperanças.

Os planos para um décimo álbum de estúdio de Britney foram colocados em espera, sem previsão. Mas quando esse projeto começar a tomar forma, vocês planejam mandar material?

Asher: Eu sempre estou em ‘estado de composição’ para Britney. Quando ela estiver pronta para trabalhar, eu terei músicas prontas para ela escolher. Para ela, eu gosto de ter opções disponíveis.
Fontana: As pessoas vem especulando sobre o B10 pelo que parece ser metade da década. Honestamente, nada me faria mais animada, orgulhosa e viva do que ser considerada para trabalhar nesse projeto. De um modo estranho, sempre me vi num papel de produtora executiva. Eu adoraria ser a Produtora Executiva de um álbum como esse. Seria um sonho se tornando realidade. Quando soubermos pela equipe de que é hora de começar a enviar material, eu serei a primeira na fila. ‘Ding Dong! Bom dia, eu trouxe rosquinhas!’

Confira como ficou o iTunes Brasil com o lançamento:

Britney Mineira's tweet - "Vou sortear 5 cópias do Mood Ring pelo ...

A faixa também foi liberada oficialmente no YouTube. Que tal dar uns views?

Comentários do Facebook
Licença Creative Commons
Este texto autoral está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em www.britneyonline.com.br.