everytime 2 david lachapelle

LaChapelle comenta clipe vazado de “Make Me” e sai em defesa do #FreeBritney: “ela queria dizer que vivia numa prisão”

  • 29 de abril de 2019

Quando o clipe de “Make Me”, em sua versão original e não finalizado, vazou no último dia 12, muitos estranharam o comentário de David LaChapelle, diretor do vídeo, dizendo que aquele não era o clipe que ele havia feito. Os fãs concluíram então que, por não ser o corte final, o diretor optou por dizer que não assinava aquele trabalho. No entanto, David voltou a comentar o assunto:

“Sim, esta é uma parte do material que eu filmei, mas não é minha edição. Eu acho, inclusive, muito suspeito que o clipe tenha “vazado” enquanto Britney estava “afastada”. O clipe não foi lançado por Britney não ter gostado. E eu acredito que sua voz, enquanto artista, deveria ser respeitada”, comenta ele, insinuando que o clipe teria sido lançado por alguém interno à gravadora ou equipe de Britney.

Print com a postagem original de David

“A única direção que Britney me deu para o clipe [de “Make Me”] foi para filma-la numa jaula. De primeira, eu e minha equipe não entendemos o significado daquilo, mas a imaginamos como uma tigresa. Ela então retrucou que queria uma filmagem mais intimista, como se ela fosse uma gata”, explica ele. “Para todos da equipe, algo estava estranho. Hoje eu entendo que ela queria se comunicar ou contar algo através do clipe: ela estava presa (vivendo em uma prisão)”.

giphy.gif
Não hospedamos ou criamos a imagem acima – apenas a indexamos

“Em ‘Everytime’, a única direção que Britney me deu foi que ela queria morrer. Ela queria morrer no clipe. Para o comercial da Onyx Hotel Tour, por outro lado, ela nunca nem apareceu para a filmagem. Ela estava se casando em Las Vegas. Eu a conheço desde que ela tinha 17 anos: fiz sua primeira capa de revista. As fotos eram para a Rolling Stone e foram feitas na casa onde ela cresceu com sua família em Louisiana. O local era rodeado por troféus de concurso de beleza, e ainda naquela época, eu conseguia perceber que havia algo errado – #FreeBritney”, finaliza.

O comentário foi postado por ele, com sua conta verificada, no vídeo postado por um fã no instagram, no qual Britney aparece na cena de “Make Me” com o corpo pintado em vermelho.

Comentários do Facebook
Licença Creative Commons
Este texto autoral está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em www.britneyonline.com.br.