poml

Especial Piece of Me Summer Tour: saiba tudo sobre a turnê de verão

  • 10 de junho de 2018

Atualização com setlist no final do post

Temos acompanhado um questionamento recorrente em relação a “Piece Of Me Limited Tour”, que está para acontecer no verão do hemisfério norte. Enquanto alguns dizem que os ingressos estão esgotados, outros dizem encontrar ingressos à venda normalmente. Faltando um mês (e um dia) para o primeiro show, separamos informações importantes sobre vendagens, setlist e possível expansão da turnê.

Imagem relacionada

Britney trabalha, desde a Femme Fatale Tour, com a Live Nation. Ela produziu a Femme Fatale, os primeiros dois anos da “Piece of Me” em Vegas e retorna nessa excursão de agora. A Live Nation é a maior empresa de entretenimento ao vivo do mundo, e ela também é dona da marca Ticketmaster, que é a revendedora oficial de ingressos da maioria das turnês vigentes no mercado. Para se ter noção do seu tamanho, Madonna saiu de sua antiga gravadora em 2007, a Warner, para que a Live Nation cuidasse de todos os aspectos de sua carreira.

Poderia Britney tomar o mesmo rumo e sair da RCA? Temos acompanhado os fãs de Christina Aguilera sofrerem com os baixos investimentos da RCA em seu novo projeto, fazendo com que a própria cantora pague do bolso suas produções. Miley Cyrus, também da mesma gravadora e com o mesmo empresário que Britney (Larry Rudolph), teve a turnê do álbum “Younger Now” engavetada, pois os singles, na visão da RCA, não venderam bem. Nos parece que estamos lidando com uma gravadora que não sabe que, na era da convergência de mídias, um álbum ou single não são mais os produtos principais. Para o B-army inteiro, o ranço com a RCA já existe faz tempo por conta de uma suposta falta de investimento na carreira de Spears. E, enquanto muitos diziam que ela só lotava shows por estar em Vegas, já que não vendia álbuns na mesma quantidade de antes (é bom lembrar que o mercado mudou e Britney parou de divulgar discos), Britney anunciou uma turnê que teve uma aceitação incrível, mesmo apresentando o mesmo show (na maior parte) desde 2013. Porém, os haters não estão sabendo lidar com esta informação.

Assista ao comercial oficial da turnê:

Mas então, os shows estão lotados ou não? 

Acontece que, somente nos Estados Unidos, foram marcados eventos em locais muito pequenos para o “padrão Britney” – talvez uma escolha artística, para manter o mesmo tipo de ambiente que ela apresentava em Vegas, assim como manter o preço médio de ingresso alto. Como não sabemos as modificações que serão feitas no palco, tudo fica na base da especulação. Mas o fato é que, devido a essa escolha, os cambistas exageraram e compraram os ingressos para revender por preços exorbitantes. Ou seja, os ingressos que estão ainda disponíveis são revendas de cambistas. O Ticketmaster tem uma plataforma que permite não só comprar os ingressos oficiais, mas que você revenda um ingresso comprado no site. Então sim, existem shows com ingressos disponíveis à venda no site da Ticketmaster, mas a maior parte deles são de revendas – ou seja, por tabela, o ingresso já foi vendido, mas quem possui o ingresso já pago está tentando revender e obter lucro. É um recurso que o próprio site Ticketmaster oferece aos seus cadastrados, onde eles fazem o repasse de nome do ingresso do comprador original para o novo, mas nem a Equipe de Britney nem os produtores tem controle sobre o valor aplicado, porque a venda no preço original já foi feita.

Problemas no Tour Club 

A Live Nation resolveu inovar e criar uma plataforma para evitar que os fãs ficassem sem ingresso, a Piece of Me Tour Club. Eles fizeram algo semelhante com a Taylor Swift na turnê do “Reputation”, mas ambas experiências não deram muito certo. No caso de Britney, o fã precisava pagar uma taxa para se associar ao clube. Existiam dois tipos de taxa, sendo a primeira a mais simples (40 dólares) e a segunda mais completa (75 dólares). Teoricamente, ao pagar a taxa, o fã receberia alguns benefícios, entre eles, uma senha para acessar a pré-venda dos ingressos, possibilidade de escolher os melhores assentos da casa e ganhariam ainda uma camisa (no mais simples) ou moletom (no mais caro) exclusivo e limitado.

Tourclub_site

Porém, os cambistas também se associaram ao clube e somando-se com a quantidade de fãs cadastrados, o sistema para pré-venda ficou instável e, no fim, diversos fãs continuaram sem ingresso. Houve uma chuva de reclamações nas redes sociais oficias de Britney, principalmente no Twitter oficial da sua equipe, mas nada foi feito. A situação piorou quando a camisa e o moletom demoraram a chegar e ninguém nas redes oficiais da cantora sabia informar quando os mesmos seriam entregues. E, quando finalmente foram enviados, os fãs tiveram outra decepção, desta vez com a arte dos itens. Teve um fã que fez um vídeo queimando a camisa e postou como resposta no Twitter oficial da equipe. Veja os modelos:

tourclub_merch

Esse é um dos motivos pelo qual muitos fãs Americanos ficaram desapontados: quem realmente admira e acompanha Britney ficou sem ingresso devido a escolha do lugar resumido, e também pelos preços impagáveis cobrados pelos cambistas. Para tentar amenizar a situação, a equipe da Britney deu 20% de desconto na loja oficial da cantora (aquela de Vegas, que já não existe mais) para compras online, mas não foi suficiente. A revolta estava instaurada.

Esta talvez tenha sido uma das razões de Britney se associar à empresa especialista em merchandising, a Epic Rights, como noticiamos aqui no site. A Epic cuida da marca “Madonna” e assinou recentemente com o NSYNC. A função deles é trabalhar itens básicos (camisas, tourbooks, posters, copos personalizados etc), mas também levar a marca do artista para outro nível, transformando-a num estilo de vida. Mas, como sabemos, um novo dia, um novo drama: A Epic lançou uma logo nova para Britney (primeira imagem abaixo, esquerda) e os fãs odiaram. Reclamaram bastante, xingaram muito e a Epic optou por voltar a usar a logo da era Glory (segunda imagem, direita). Compare as duas versões:

Resultado de imagem para britney epic rights

 

Com a proximidade dos shows, a Epic Rights tirou a antiga loja de Britney do ar e informou que uma nova loja será inaugurada em breve. Em maio, a empresa lançou uma loja física do NSYNC em Los Angeles, com uma linha de roupas, itens colecionáveis, objetos usados em cenários etc. Devemos aguardar o mesmo por Britney.

Shows na Europa

POM na Europa

Já na Europa, os shows acontecerão em sua maior parte em arenas, como aconteceu nas turnês anteriores. A título de curiosidade, confira a capacidade dos locais dos shows:

  • Mercedes-Benz Arena, Berlim/Alemanha : 17.000 pessoas
  • Smukfest Festival, Skanderborg/Dinamarca: 50.000 pessoas
  • Telenor Arena, Oslo/Noruega: 23.000 pessoas
  • Goransson Arena, Sandviken/Suécia: 10.000 pessoas
  • Sparkassenpar, Mönchengladbach/Alemanha: 9.000 pessoas
  • Sportpaleis, Antwerp/Bélgica: 23.000 pessoas
  • Scarborough Open Air Theatre, Scarborough/Reino Unido: 6.500 pessoas
  • Manchester Arena, Manchester/Reino Unido: 21.000 pessoas
  • 3Arena, Dublin/Irlanda: 13.000 pessoas
  • SSE Hydro, Glasgow/Reino Unido: 13.000 pessoas
  • O2 Arena, Londres/Reino Unido: 20.000 pessoas
  • AccorHotels Arena, Paris/França: 20.300 pessoas
  • Genting Arena, Birmingham/Reino Unido: 15.000
  • Towe Festival, Blackpool, Reino Unido: 20.000

E ainda tem ingresso?

Fizemos uma imagem para vocês esfregarem na cara dos haters e compartilhar bem muito nas redes sociais. Os poucos ingressos disponíveis são ou para os piores assentos da casa ou para os pacotes mais caros. Nos EUA, onde Britney se apresentará em teatros ou espaços reduzidos, quase todos estão lotados, restando apenas pacotes VIP que chegam a custar quase 7.000 reais. Na Europa, os shows são em arenas ou estádios, sendo o último no Tower Festival, um famoso evento LGBTQ+ do Reino Unido.

Piece of Me Eua
POM EUROPA

 

A turnê teve alguma expansão? 

Sim, teve. Inicialmente, a turnê seria limitada e passaria por poucas cidades dos EUA e da Europa. Os shows aconteceriam nos meses de Julho e até metade de Agosto, mas com a alta demanda, várias novas datas foram adicionadas, como em Nova Jersey, nos EUA, mais dois dias em Londres e, por fim, os shows de Paris e Birmingham. Um novo show especial foi ainda anunciando: Britney e Bruno Mars serão as principais atrações do prêmio de Fórmula 1 do Circuíto das Américas, que vai acontecer na cidade de Austin, no Texas. O show está marcado para o dia 21 de Outubro e ainda há ingressos comuns à venda, mas todos os VIPs estão esgotados para esta data. Veja abaixo a imagem oficial:

Há alguma chance do show passar pelo Brasil?

Britney já verbalizou diversas vezes que adoraria voltar ao nosso país com a Piece Of Me. Os rumores dão conta de que, apesar da vontade dela e da equipe, os patrocinadores brasileiros não toparam pagar o valor pedido pelo show, principalmente por ser o mesmo show que muitos fãs já viram em Vegas. Britney era esperada no Brasil com a “Live in Concert”, mas não rolou. Porém, com o sucesso das vendas na Europa, é provável que os olhos dos executivos brasileiros se voltem novamente pra Spears. Grupos como a Renner, que já trouxe a Madonna, é um dos lugares onde podemos pedir o show.

SETLIST

“Work Bitch” / “Womanizer” / “Break The Ice”/ “Piece Of Me”
“…Baby One More Time” / “Oops!…I Did It Again”

“Me Against The Music” / “Gimme More” / “Clumsy” / “Change your mind”
“Boys” / “Do You Wanna Come Over?” / Missy Elliot Medley
“I’m a Slave 4 U”/ “Make Me” / “Freakshow”

“Circus” / “If You Seek Amy”/ “Breathe On Me” / “Slumber Party” / “Touch of My Hand”

“Toxic” / “Stronger” / “(You Drive me) Crazy”/ “Till The World Ends”

 

 

Haverá cobertura dos shows? 

O BritneyOnline.com.br cobrirá os shows em suas redes sociais, contando com a participação de fãs brasileiros que estarão assistindo aos espetáculos, principalmente na Europa. Nos Estados Unidos também haverá cobertura. Siga nossas redes sociais para não perder nenhum detalhe: Twitter | Instagram | Facebook . Caso você vá em algum show e se interesse em cobrir nas nossas redes sociais, basta entrar em contato ou nas nossas redes acima, ou enviar um email clicando aqui.

Texto autoral escrito por Danilo Cipriano e Alan Mangabeira para o BritneyOnline.com.br – caso compartilhe, dê os créditos 😉

Comentários do Facebook
Licença Creative Commons
Este texto autoral está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em www.britneyonline.com.br.