Billboard elege “…Baby” como a melhor música a completar 20 anos e compara Britney aos Beatles e Michael Jackson; “Crazy” também está na lista

baby one more time

Em matéria especial de celebração de 20 anos de diversos hits, a revista Billboard publicou a lista “The 99 Greatest Songs of 1999: Critics’ Picks”, algo com “As 99 melhores músicas de 1999: escolha dos críticos”, dando o primeiro lugar para “….Baby One More Time”, comparando o impacto dessa música na indústria e no público a algo que só tinha sido visto antes com Michael Jackson e Beatles – achamos um tanto machista não citarem Cher, Madonna ou até Janet Jackson -, mas não apenas “…Baby recebeu o destaque”, já que “Crazy” também figura na lista.

“Não estamos falando de um single que fez a carreira de alguém, mas de algo que foi um divisor de águas na música pop. A faixa de estreia de Britney, assinada pelo produtor Max Martin, como alguns hits de Michael Jackson ou dos Beatles, há pop antes de “… Baby One More Time”, e há pop depois disso”, afirma a publicação.

“Minimalista na composição, mas maximalista na entrega; instantaneamente memorável, mas infinitamente escutável, “Baby” é um casamento perfeito entre o “funky”, o pop e a máquina de música sueca [ Max Martin é um produtor sueco, da antiga Cheiron Studios] . É tudo o que separadamente não deve funcionar, mas de alguma forma é perigoso, ousado e visionário.

Resultado de imagem para britney baby one more time gif

“Baby” também nasceu no momento certo. Além de Mariah, os titãs pop dos anos 80 nunca foram realmente transmutados para os anos 90, uma década definida pela ascendência do rock alternativo e do hip-hop. O mercado americano estava muito ansioso para que o sangue novo chegasse e assumisse a coroa – ou pelo menos jogasse o desafio em um banho de sangue documentado pela MTV. E com sua calculada mistura de ingenuidade adolescente e estilo lolita transbordando pelo microfone (sem mencionar o visual, cujo conceito Spears lutou contra seu diretor, insistindo que acontecesse no ensino médio versus espaço), podemos dizer que Britney sabia exatamente como fazer isso. Resultado? Trono.

Resultado de imagem para britney baby one more time single cover

Vinte anos depois, essas três notas para piano (que se destacam em “Baby”) estão embutidas nos cérebros de qualquer um que já tenha chegado perto de um rádio; Max Martin deixou um impacto no pop que rivaliza com qualquer autor de estúdio de gerações anteriores; e Britney ainda é Britney, vadia. E nós? Bem, nós ainda acreditamos (ainda acreditamos!)”. Escreve J. Lynch para a Billboard.

Com Crazy, no trigésimo nono lugar, as considerações foram menores, mas não menos importantes, como traduzimos abaixo:


“O terceiro single do álbum de estréia de Spears ampliou o drama de “… Baby One More Time”, mas foi o remix incluído na trilha sonora do álbum “Drive Me Crazy”, filme de Melissa Joan Heart-Adrian Grenier, em 1999, que realmente a elevou.

Resultado de imagem para britney crazy gif

A versão retrabalhada dificilmente era irreconhecível – você ainda tem aquele chocalho, o som perfeito para evocar um parafuso soltando seu cérebro em meio a uma paixão que tudo consome – mas os vocais regravados de Spears, uma nova introdução de arrepiar e sua assinatura num grito de “Pare! (Stop!)”, funcionam muito bem.

Resultado de imagem para britney crazy gif

A interjeição na ponte reinventada fez com que valesse a pena perder sua mente”, escreve N.F. para a matéria.

Clique aqui para ver a lista completa

Comentários do Facebook
Licença Creative Commons
Este texto autoral, está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em www.britneyonline.com.br.