tomsdiner

Áudio completo: “Tom’s Diner” ganha nova versão oficial

  • 15 de julho de 2019

O criador da dance music, Giorgio Moroder, e responsável pelo cover de Britney para a clássica “Tom’s Diner”, divulgou uma nova versão oficial para a faixa, lançada por ele em parceria com Spears em 2015 no álbum do produtor, intitulado “Déjà Vu”.

Giorgio ficou animado por Britney ter usado a música em um dos seus vídeos de exercício no instagram e mandou um recado fofíssimo para a cantora: “Oi, Britney! Amei seu vídeo de treino com Tom’s Diner. Aqui vai um novo remix da faixa, o qual eu fiz exclusivamente para você”. Teve até vídeo:

A nova versão com Spears tem menos edição vocal e inclui o que parece ser uma voz feminina cantando o trecho ” Everybody’s welcome / Come on, come on in (…)”. A estrofe (ponte) não consta na versão original, lançada por Suzanna Vega, em acapella, no ano de 1984, quando Britney tinha apenas 3 anos de idade. “Tom’s Diner”, no entanto, só ficou popular com um relançamento em 1987, desta vez com instrumental e vocal da Suzanne Vega (ouça aqui).

Quanto ao novo remix, não sabemos se o vocal da “ponte” é de uma backvocal, do Moroder distorcido ou da própria Britney. Ouça a faixa completa, hospedada pelo próprio produtor no seu SoundCloud e compartilhada por um fã no YouTube:

Britney também falou pela primeira vez em quatro anos sobre a música, e confessou que a mesma foi esquecida num churrasco: “Essa música foi [originalmente] lançada quando eu tinha uns 6 anos de idade [na versão com instrumental]. Há alguns anos, eu estava no carro e ela tocou. Eu então liguei para meu empresário e falei ‘olha, essa música é ótima, né?’, e por fim eu a gravei… mas esqueci da faixa e só lembrei dia desses quando meu telefone começou a toca-la. Fiquei pensando: ‘droga, esqueci de Tom’s Diner!’. De toda forma, é uma ótima música”.

Instagram de Britney

Quando a música foi gravada por Britney, houve um atraso no lançamento, devido a adição de última hora desta estrofe citada acima, que precisava ainda ser gravada pela cantora. Spears já havia gravado a música sem a ponte e aparentemente nunca chegou a grava-la. A resposta da equipe dela à época dizia que, por conta dos shows de Las Vegas e do “Glory”, talvez a faixa precisasse seguir sem o trecho, já que Brit talvez não conseguisse se encontrar novamente com Giorgio para gravar.

Quando a música finalmente saiu, a “ponte” parecia ter o vocal do próprio Giorgio, distorcido e com estética robótica. Fica aí então mais um mistério para o lattes de Britney. E a nossa esperança de um B in the Mix 3.

Imagem fanmade

Comentários do Facebook
Licença Creative Commons
Este texto autoral está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em www.britneyonline.com.br.